4 erros para não cometer no controle da ocupação do fretado

Leia neste post os 4 erros para não cometer no controle da ocupação do fretado da sua empresa.

Quando se trata de fretamento empresarial muitos desafios e tarefas são demandadas ao responsável pelo transporte dos colaboradores em uma organização.

O fretado garante melhorias na mobilidade urbana, proporciona bem-estar aos funcionários, deixa-os mais contentes e de quebra pode trazer grande economia de custos com transporte corporativo.

Mas, ao fazer a gestão de controle da ocupação dos veículos ou muitas vezes por não fazê-la, grandes erros são cometidos gerando gargalos e problemas até mesmo invisíveis aos olhos do gestor.

Pensando nisso, reunimos 4 erros mais comuns para você evitar e com isso garantir que a gestão e controle da ocupação do fretado de sua empresa seja mais eficiente e benéfica possível. Leia logo abaixo.

4 erros para não cometer no controle da ocupação do seu fretado

1. Falta de organização e planejamento

Para um bom controle da ocupação de veículos, organizar todas as informações dentro da corporação é extremamente necessário.

Muitas vezes a pessoa ou equipe responsável pelo transporte não mantém uma organização constante de informações como por exemplo um bom cadastro de todos funcionários com endereços atualizados.

Isso dificulta um bom planejamento de rotas e itinerários, ou replanejamento quando necessário impossibilitando assegurar uma ocupação correta de cada veículo.

Para a eficiência deste meio de transporte é preciso ter qualidade das informações, já que fazer mapeamento dos endereços é uma prática importante não somente no início da contratação do fretamento, mas continuamente.

2. Falta de controle diário do uso dos funcionários

Um dos pontos-chaves para a gestão e controle da ocupação do fretado é controlar o acesso diário de todos os funcionários.

Muitas vezes, certos funcionários podem ter constantes faltas, ou ainda pior, mudarem de endereço, optarem por outra opção de transporte e não comunicarem o departamento de Recursos Humanos ou responsável.

Isso acatará em gastos desnecessários à empresa, pagando o benefício sem a sua devida utilização.

Assim ao manter um fluxo de identificação no acesso ao fretado com crachá e leitor, você como gestor de transporte dos funcionários poderá visualizar quem realmente está o utilizando e adequar tais valores.

3. Alto custo com veículo com capacidade ociosa

Muitas vezes, mesmo que sua empresa tenha um grande número de funcionários, os veículos de fretamento convencional não circulam em sua capacidade máxima.

Isso ocorre pela demanda de vários veículos em itinerários diferentes ou por uma roteirização de pessoas mal elaborada.

Empresas de transporte que fornecem o serviço de fretamento convencional cobram por veículo disponibilizado fazendo sua organização pagar um alto custo por um serviço que não utiliza em sua totalidade.

Mas, esse custo pode ser evitado! O fretamento compartilhado é uma solução que reduz drasticamente o custo com transporte com colaboradores, pois ao invés de pagar pelo veículo inteiro é possível pagar somente pelos assentos utilizados.

Leia mais a respeito em: Fretamento compartilhado: transporte de qualidade com custo acessível.

4. Não usar a tecnologia como aliada

Processos manuais geram muitas falhas como informações imprecisas ou inexistentes causando ineficiência na gestão.

A tecnologia tem evoluído rapidamente e muita gente não sabe como ela se manifesta no mundo dos fretados.

Mesmo com uma percepção de que o fretamento não é algo moderno, as empresas de transporte tem investido fortemente em tecnologia para ajudar tanto os passageiros como os gestores de transporte dos colaboradores.

O uso de ferramentas de gestão de fretado permite que relatórios de uso e ocupação do veículo sejam emitidos e que o controle de frequência dos passageiros seja totalmente assertivo.

Há algum tempo podemos ver no mercado aplicativos de localização de fretado em tempo real disponíveis para uso tanto do RH, quanto do funcionário evitando atrasos e sucessivamente desencontros nos pontos de embarque e desembarque, aumentando a ocupação diária do fretado.

A tecnologia no mundo dos fretados

A tecnologia pode ser uma excelente e forte aliada em todo o processo de gestão do transporte de fretamento e sua empresa não pode deixar ela de fora.

Confira como ela tem mudado o universo dos fretados clicando AQUI ou na imagem abaixo.  

Melhore o controle da ocupação do fretado com a tecnologia
Melhore o controle da ocupação e gestão do fretado com a tecnologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *