Indicadores de RH: 7 métricas que você precisa conhecer

Conheça 7 dos principais indicadores de RH necessários para melhorar a sua gestão de pessoas


Não é novidade que manter uma estratégia correta no setor de Recursos Humanos é fator crucial para o sucesso de qualquer empresa. Com isso, para acompanhar e avaliar o desempenho das estratégias da área é preciso conhecer e utilizar os indicadores ligados aos objetivos estabelecidos.

É grande o número de indicadores de RH disponíveis para uma gestão eficaz. Indicadores que possibilitam avaliar a situação atual da empresa, definir próximas ações ou identificar falhas e prejuízos.

Por isso, separamos 7 dos principais indicadores de RH para que você consiga liderar a sua área com êxito. Confira abaixo!

Indicadores de RH: 7 métricas que você precisa conhecer
Indicadores de RH: 7 métricas que você precisa conhecer

#1 Índice de Rotatividade ou Turnover 

Esse índice mostra quantos colaboradores saem e entram em sua empresa durante um período determinado. Há diversos fatores que este indicador consegue mostrar, como baixa atratividade da empresa em relação à concorrência, qualidade do clima organizacional ou até mesmo a efetividade de processos de recrutamento e seleção, possibilitando a você tomar ações para diminuir o número de saída de funcionários e reduzir custos com rescisões ou novas contratações. 

Fórmula para cálculo:

Funcionários que abandonaram a organização / Quantidade de funcionários no mesmo período X 100

#2 Índice de vagas fechadas dentro do prazo

Ao ter oportunidades abertas em sua organização, é essencial ter um bom planejamento e execução do processo de Recrutamento e Seleção de modo que as vagas sejam preenchidas em tempo hábil. Esse indicador se torna útil para medir o desempenho dessa atividade e identificar se falhas estão presentes com frequência. 

Para medir, calcule o total de vagas abertas com o número de vagas fechadas fora do prazo previamente determinado.

Fórmula para cálculo:

Nº vagas dentro do prazo / Total de vagas X 100.

#3 Satisfação dos colaboradores

Quer saber qual o nível de engajamento e felicidade dos seus funcionários? Esse indicador é ideal para isso. Ao medir o nível de lealdade e satisfação dos funcionários no ambiente de trabalho, você será capaz de construir uma empresa com excelente clima organizacional, impactando positivamente os resultados financeiros. 

Para isso, um dos métodos mais conhecidos e eficientes é o Employee Net Promoter Score ou eNPS.

Esse método consiste em uma série de perguntas quantitativas gerais e também específicas, seja sobre a empresa, produto/serviço, liderança, etc. As respostas são feitas em uma escala de 0 a 10, e após obter as respostas é necessário analisá-las e fazer um plano de ação para que o número de funcionários satisfeitos aumentem.

#4 Retenção de talentos

O principal objetivo de buscar conhecer o nível real de retenção de seus talentos é visualizar a eficiência das estratégias direcionadas a eles. Para isso, avalie-os por meio de análises de desempenho e resultados gerados.

É importante que essa análise seja feita em todos os setores da empresa, para identificar quais são os departamentos mais problemáticos e as razões que levam os profissionais a abandonarem a organização.

#5 Taxa de absenteísmo

Atrasos, faltas e afastamentos. Por muitas vezes essas ações se tornam uma grande dor de cabeça para os gestores. Com isso, esse índice se tornou um dos indicadores de RH mais importantes para o setor. 

O índice de absenteísmo consegue medir as ausências dos profissionais. Se alto, pode estar associado a diversos fatores desde a gestão da empresa até a vida pessoal dos colaboradores. 

O principal problema associado é o andamento do trabalho, pois, com a ausência, ele é altamente prejudicado, resultando em perdas de produtividade e reduzindo significamente a receita gerada pelo setor e empresa. 

Um dos fatores que pode influenciar bastante nessa taxa é o transporte utilizado da residência até a empresa, cabendo o RH analisar se os seus colaboradores usam a melhor opção. 

Leia também:

Fórmula para cálculo:

Horas não trabalhadas / Horas efetivamente trabalhadas X 100

#6 Indicador de produtividade

Produzir mais com menos. Esse é o sonho de toda organização. Isso depende da produtividade de cada colaborador e da efetividade das ações tomadas pelo RH.

Em geral o ambiente de trabalho não é considerado produtivo. De acordo com uma pesquisa divulgada pelo portal Exame, só 39% do tempo no ambiente de trabalho é realmente aproveitado. 

Fórmula para cálculo:

Produtos ou serviços gerados / Recursos utilizados

Outros elementos devem ser considerados como a qualidade da entrega e o tempo gasto. Indicadores como atendimento aos prazos, otimização de processos, satisfação dos clientes internos, falhas e muitos outros podem ajudar na análise. 

Para melhorar a produtividade, é preciso que a liderança e todos estejam envolvidos e empenhados em promover e participar de ações de melhoria. O RH tem um papel extremamente importante aqui. Saiba mais no nosso artigo 5 fatores que interferem na produtividade de um colaborador.

#7 Custo de benefícios

Esse indicador detalha os custos com os benefícios corporativos, os quais são muito importantes para a estratégia de atração e retenção de talentos. Analisar se eles estão sendo devidamente utilizados dentro da empresa é fundamental.  

Fórmula para cálculo:

Gasto total com benefícios / Total de colaboradores

É imprescindível ter em mente que mesmo que o valor seja alto, nem sempre é um sinal para cortes. Benefícios devem ser vistos como investimento, não um mero custo. A questão é verificar quais os resultados e relevância de cada benefício oferecido aos profissionais, e claro, se há alguma forma de melhorá-los. 

Quer saber se sua empresa pode reduzir custos com transporte de colaboradores?

Vamos bater um papo!

Clique aqui e solicite um contato

 

E aí, curtiu nosso post sobre Indicadores de RH? Então continue em nosso blog e veja mais conteúdos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *